29.11.07

El Truco: últimas apresentações



O escritor inventou tudo, inclusive a si próprio. O bunker era imaginário, assim como os nomes dos atores, das personagens e das pessoas que inventavam os nomes das personagens. Eram reais apenas seus instintos primitivos, o medo, o amor, o ódio, o riso, a dor, a luxúria, o sonho e a loucura, a vida e a morte. A peça em si foi uma grande farsa, um ensaio interminável ou um delírio coletivo.

Mas faça de conta que existe uma peça. Faça de conta que existe um livro. Faça de conta que você existe, e que sabe quem é realmente. Faça de conta que é tudo verdade e que o bunker é um espelho. Veja seu rosto refletido. O reflexo é um truque: é apenas um raio de luz. A noite clara faz sonhar com a floresta. Quando acordar verá que são apenas atores.

O casamento nunca aconteceu. O duende nunca ganhou seu papel. A guerra nunca terminou e na fuga ninguém sobreviveu. A peça nunca sequer começou.

É um espelho. Um truque de luz, uma brincadeira. Assista El Truco, mas não leve muito a sério. Espaço dos Satyros Dois, Praça Roosevelt 134, Centro. Domingos dias 02, 09 e 16 de dezembro às 18 horas. Ingresso: 5 a 20 reais.

A história continua dentro da coxia.

Um comentário:

Fernanda Alonso disse...

Essa peça é ótimaaa !!
Amei...
Os picos de drama e comédia se alternam.
Fazendo dela muito interessante.
Fora que minha prima linda faz parte do Elenco!! =)