7.9.04

Verdades alteradas

Tenho evitado escrever sobre coisas que me incomodam muito. Temo escrever bobagens guiadas pela emoção, pela paixão. Muitas vezes, procuro escrever um texto impessoal, independente de tempo ou lugar. Isto pode torná-lo mais abrangente, mas também menos verdadeiro. Faz com que perca algo da verdade que motivou a sua criação, que requer interpretação para ser redescoberta. Acho difícil manter puras as verdades através de palavras. É muito fácil corrompê-las.

Todas as verdades são, de alguma forma, maquiadas. Não suportaríamos viver em uma sociedade cujos membros revelassem todas as suas fraquezas, preconceitos e opiniões. A máscara é fundamental na vida social. Emitir uma opinião sincera tanto pode ser um ato de coragem, como de covardia. Verdades de opinião podem causar grandes estragos e ressentimentos. Mas mesmo com o desejo de expressar sinceridade absoluta, as máscaras surgem sozinhas no texto, diferem apenas pela cultura do idioma usado. Idéias escritas facilmente perdem seu sentido, contradizem-se. Diante da censura imposta pela clareza das palavras, idéias autênticas revelam-se nas entrelinhas.

Eu não tinha mesmo o que escrever hoje. Para variar, estou me repetindo... Eu pensei em escrever sobre fé, sobre terrorismo, sobre justiça... só assuntos que me incomodam. Ontem pensei em deixar esses temas impessoais de lado e tentar expor-me mais... Só pensei. Mas nem no fotolog consegui fazer isto! Das cento e poucas fotos, só mostrei o olho, e borrado!

Já era para estar na estrada, mas o som alto da danceteria em frente não deixou que meu sono tivesse sonhos. Dormi pouco, acordei, escrevi. Agora já posso ir.

6 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Uma azeitona pra essa sua empada: "O SUJEITO QUE ESCREVE DEIXA DE SER ELE MESMO. UMA SIMPLES FRASE NOS FALSIFICA AO INFINITO". Nelson Rodrigues (só podia ser ele ...) Ótimo o seu Blog. Go ahead!!!

Abraço do Ebert
{{Carlos Ebert;;ebert@dialdata.com.br}}

Anônimo disse...

não há nada mais belo do que bobagens escritas guiadas pela emoção ou pela paixão...
ouse!!!!!!
{{Andrea;;andreapaula_andreapaula@yahoo.com.br}}

Helder da Rocha disse...

Ebert, obrigado pela visita, pelo incentivo e pela genial frase do Nelson Rodrigues, que tem tudo a ver com o assunto.

Helder da Rocha disse...

Andréa! Que bom que você apareceu! Muito obrigado pelo incentivo. Estou esperando o seu blog...