19.9.04

Autopossessão

Dragão - M.C.Escher

Olá! Eu sou o novo você. Eu cheguei para substitui-lo. Não tema, pois nada irá sentir. Não tenha medo, pois o novo você será melhor que o velho. As coisas passadas serão passado e novos hábitos, novos valores, novas vontades irão ocupar seus interesses. Você será substituído. Eu tomarei o seu lugar.

Não se preocupe. Tudo o que considerarmos bom será mantido. Outras coisas, que não estejam de acordo com o plano de vida do novo você serão descartadas. Isto inclui valores, planos, estratégias, empregos, pessoas, lugares, destinos, idéias. Não tem mais volta. Já estamos a meio caminho. Já matamos dezenas de fantasmas. As coisas. Elas vão melhorar!

Só escrevo isto neste momento porque só agora é possível. Antes você dominava. Se eu colocasse estas palavras na sua mente você certamente ou transformaria a inspiração em uma tragédia ou em uma viagem metafísica. Ia achar-se louco, buscaria esperanças no além, na sincronicidade previsível ou afundaria em uma depressão lamentando o passado assassinado.

Mas eu vim para isto mesmo. Vim causar uma revolução. Os primeiros passos foram dados e agora não há mais volta. A boa notícia é que isto não é uma imposição tirânica de alguma entidade metafísica que lhe domina. Foi você mesmo que me chamou aqui. Foi você mesmo que decidiu, que a vida não poderia continuar do jeito que estava. Foi você mesmo que decidiu se reinventar, ter outro passado e outro começo. Foi você que me concebeu, como idéia. E aqui estou, gradualmente, mas inevitavelmente, tomando a sua personalidade. Não haverá conflito nem questionamento. À medida em que você for transferido para a minha existência, o que havia de velho será apagado. Ainda teremos de conviver por um tempo com alguns de seus velhos hábitos, atitudes atrasadas e conceitos ultrapassados, mas isto durará pouco. Em breve, conseguirei soltar-me da sua pele e ser, totalmente, eu em sua vida.

Isto não lhe interessa mais pois agora já há concordância completa, não é mesmo? Você já não discorda mais de mim. Eu já sou você e você já deixou de ser o que era. Já passei da metade. Não tem mais volta. As coisas só irão melhorar. O passado já é morto. Falta ainda queimar 90% dos papéis, mudar de casa, livrar-se de telefones e das agendas. Os fantasmas antigos, partirão, e novas pessoas entrarão na sua vida. Um resfriado qualquer marcará a transição, que terminará na mudança da estação.

E assim, na vida que passa e fica para trás, solta-se a pele seca da serpente passada, e nasce uma nova, verde e brilhante, saudável, e preparada para enfrentar este novo mundo. Ainda não soltei a sua velha pele, que morre aos poucos. De vez em quando coça em um lado ou do outro. São essas coisas desagradáveis de um passado condenado e sem volta tentando me assombrar. Mas eu não sou mais você. Você não existe mais. Já lhe tomei mais, muito mais da metade, e falta muito pouco para tomar-lhe o resto. Adeus, adeus, alma bondosa que me trouxe a este mundo. Que a sua existência na eternidade do nada seja de imensa paz.

(Setembro 2003)

Um comentário:

Anônimo disse...

FALA SÉRIO